Posts da categoria "Inspiração"

As colagens surrealistas de Eugenia Loli

19 fev 2018
Pleiadian Surfer

Meu movimento artístico favorito é o Surrealismo. Tudo aquilo que provém de um ponto de vista incomum e polêmico é característico desse tipo de arte. Há uma constante mistura entre realidade e sonho, calmaria e caos. Obras surrealistas são aquelas que trazem opostos, despertam a atenção, chocam às vezes, e fazem o observador pensar “fora da caixa”, analisando a situação que o cerca, procurando entender sua essência. Observar e entender obras surrealistas fazem minha criatividade funcionar à mil, e por isso eu as amo tanto.

A colagem é um setor artístico que me encanta muito. Gosto da possibilidade de juntar imagens que antes estavam totalmente separadas e transformá-las em algo novo. O artista Max Ernst, pioneiro nessa vertente, descreve de forma poética a sensação que o levou a transformar um catálogo ilustrado em colagens:

“Essas imagens chamavam-se a si mesmas planos novos, devido aos seus encontros num novo desconhecido (o plano de não convivência)”. 

 

Nascida na Grécia e atual habitante do estado americano da Califórnia, a artista Eugenia Loli deixou o setor tecnológico para fazer colagens surrealistas. Suas obras começam com uma imagem de base e acabam sendo construídas por meio delas, criando uma narrativa visual. Suas principais influências são o pintor belga René Magritte, um dos principais artistas surrealistas de todos os tempos, e o ilustrador surrealista Julien Pacaud. Entretanto, Loli afirma que não gosta de classificar sua arte em um único estilo. “Faço colagens de diferentes estilos: do ‘pop’ ao ‘dada’, de ilustrações modernas ao surrealismo tradicional”, diz.

 

First Kiss Underwater

Suas obras têm sempre um toque vintage, e seu principal objetivo é dizer algo através delas, contendo sempre um significado por trás do que é visto em um primeiro instante. “Algumas cenas são espirituosas ou sarcásticas,  outras são horríveis com um senso de perigo ou urgência, e às vezes são apenas relaxantes. Deixo o preenchimento da história à imaginação de cada observador”, retrata a artista.

A preferência por fotos antigas na hora de realizar as colagens é estética, utilizando-se na maioria das vezes de tons mais escuros. Contudo, apesar de serem esteticamente atraentes, as colagens de Loli trazem sempre uma mensagem social, relativa a acontecimentos presentes ou futuros. 

Entre os assuntos tratados em suas colagens estão: relacionamentos amorosos, a figura feminina, o poder da mente, entre outros. Imagens de galáxias são muito usadas como base e há também um uso frequente de cores vibrantes, com texturas que variam dependendo de cada obra. Produções artísticas como a de Loli trazem questões que poderiam passar despercebidas se fossem expressas verbalmente. No caso de suas obras que enaltecem a figura feminina, há uma crítica muito clara ao comportamento machista e a objetificação da mulher, que infelizmente ainda prevalece na nossa sociedade.

Stroked

Os elementos são contrastantes em todos os sentidos. As cores se contrapoem e os significados são opostos, às vezes sem nenhuma ligação em uma primeira observação. Porém, quando analisados, podem ter sentidos muito distintos, dependo da experiência de quem está observando.

A colagem retrata muito bem o significado da subjetividade artística, pois ela ressalta a quantidade vasta de decodificações possíveis a partir de uma única imagem. O verdadeiro conceito do surrealismo é enaltecido na técnica de colagem. Contradição, confusão, ilusão, sonho e fantasia. A mistura de tudo isso ganha ainda mais destaque quando as imagens são sobrepostas, como no trabalho de Eugenia Loli, havendo uma “explosão” de questões que se chocam a todo momento.

Todos os seus trabalhos estão reunidos em seu portfólio. Pra conferir é só clicar aqui.